Ag.In compartilha dados sobre manejo do algodoeiro em Minas Gerais

bicudo-do-algodoeiro

Relatório de incidência de pragas do algodão pode aprimorar aprendizado de cotonicultores mineiros no manejo de pragas e doenças.

O “Relatório de incidência de pragas do algodão: safra 2019/2020”, desenvolvido pela Consultoria Ag.In, revela dados sobre os principais pontos de dor da cultura do algodão em Minas Gerais. O documento foi construído com base nos dois últimos anos de trabalho de Consultoria & Suporte Técnico da empresa em lavouras mineiras.

E-book pragas do algodão em Minas Gerais - Ag.In
Baixe o e-book “Relatório de incidência de pragas do algodão: safra 2019/20”.

O objetivo do levantamento é ajudar produtores, pesquisadores e profissionais do setor a construírem suas estratégias de Manejo Integrado de Pragas e Manejo de Resistência de Insetos das próximas safras com base em dados relevantes. De acordo com Anderson Pereira, engenheiro agrônomo Diretor Técnico da Ag.In, “dados concretos são a chave para que a cotonicultura se torne cada vez mais rentável e sustentável no Brasil”.

“Nesse mercado tão competitivo, acreditamos que o sucesso de qualquer empreitada depende de uma boa conexão entre ideias, dados e pessoas, além do saber fazer”, afirma Pereira, Diretor Técnico da Ag.In.

Informações do relatório

Ao acessar o levantamento, o público terá conhecimento sobre o comportamento das principais pragas do algodoeiro nas safras 2018/2019 e 2019/2020.

Dados sobre incidência de lagartas em cultivares Bt, período de alimentação de pragas e despesas com estratégias de manejo são algumas informações que estão inclusas no material. Além disso, o relatório recomenda estratégias relevantes de monitoramento e manejo integrado de pragas com o objetivo de apresentar soluções utilizadas pela Ag.In aos cotonicultores e profissionais do setor.

Entre as pragas analisados no “Relatório de incidência de pragas do algodão: safra 2019/2020”, estão:

  • Pulgão (Aphis gossypii);
  • Tripes (Frankliniella schultzei);
  • Mosca Branca (Bemisia tabaci);
  • Ácaros;
  • Lagartas heliothinae;
  • Lagartas spodopteras;
  • Bicudo do algodoeiro (Anthonomus grandis);
  • Percevejo rajado (Horciasoides nobilellus).

     

Baixar Relatório de incidência de pragas do algodão

O relatório está disponível em formato E-book, e foi editado para  ser lido adequadamente mesmo em uma tela de celular.

Para baixar o relatório com todas as informações apresentadas acima, basta clicar no link: https://bit.ly/3c1kl4f.

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email